• sex. maio 7th, 2021

Porto Velho terá o primeiro Carnaval sem aglomeração

ByBaú

fev 13, 2021

Os blocos carnavalescos foram obrigados a adiar a folia das ruas e transferir a festa popular para o virtual

comerciante e também folião Felipe Silva durante a pandemia da Covid-19, momento em que todo o mundo está impedido de aglomerar.

Neste ano os tradicionais blocos de Carnaval da Capital não irão desfilar pelas avenidas de Porto Velho. Em tempos de pandemia, os blocos carnavalescos foram obrigados a adiar a folia das ruas e transferir a festa popular para o virtual.

Siça Andrade é a Presidente da Banda do Vai Quem Quer, maior bloco de Carnaval de Rondônia. Ela explica que em 40 anos essa será a primeira vez que a Banda não vai desfilar.

Em 2014, devido a enchente que atingiu a Capital, o bloco postergou o desfile, que ocorreu em 5 de julho. A Presidente ressalta que em 2021 a Banda não vai desfilar, nem mesmo fora de época.

“Mesmo que ocorra um carnaval fora de época, que existe essa possibilidade, a Banda não vai sair. Nós decidimos que em respeito às famílias das pessoas que perderam seus entes queridos para esse vírus, a gente não vai colocar a Banda na Avenida em 2021”, disse Siça.

A Presidente contou que para não passar em branco, para que não fique uma lacuna nesses 41 anos de desfile da Banda do Vai Quem Quer esse ano os organizadores decidiram realizar uma live solidária. “A intenção é arrecadar alimentos para as pessoas que precisam. Na Banda a gente tem em torno de 5 mil empregos diretos e indiretos no dia do desfile e muitos dos ambulantes estão sem renda. Vamos trocar os abadás da Banda dos anos anteriores por alimentos, para depois fazer as doações das entidades cadastradas e as pessoas que precisam”, contou.

A live da Banda do Vai Quem Quer está programada para acontecer em um espaço aberto na beira do Rio Madeira a partir das 16h neste sábado (13), dia em que seria o desfile. E ficará por conta da Banda do bloco e parte da diretoria respeitando o distanciamento social.

Galo da Meia noite também fará Live

Já o Diretor e fundador do Galo da meia Noite, Carlos Adalberto outro tradicional bloco da Capital que desfila há 20 anos, contou que a folia será comemorada também por live, que será fechada ao público. “Fomos convidados pela Funcultural para realizar uma live no Mercado Cultural no domingo (14), junto com a escola de samba Asfaltão, para arrecadar alimentos para os músicos que vivem da música e estão sendo prejudicados nesse período. Os alimentos poderão ser entregues no Mercado Cultural durante a live, que começará a partir das 16h”, disse.

Felipe Silva que trabalha no ramo de fantasia conta que esse ano a procura foi baixa. “É um ano atípico, algo que ninguém podia imaginar está acontecendo. O movimento está muito fraco, nossas vendas caíram em torno de 70% do esperado. A nossa expectativa é para o ano que vem que será um momento de pos-pandemia esperamos que seja bem melhor”, falou.

“Não é tempo de festa. Pedimos para que as pessoas acompanhem a live de suas residências sem aglomeração, somente com a família. Pedimos que as pessoas respeitem uns aos outros, que respeitem esse momento, para que em 2022 todos possam estar com saúde e vivos. Devemos repensar e reavaliar as atitudes para que consiga passar e sobreviver esse momento de pandemia”, pediu Siça Andrade.

 

Fonte: Diario da amazonia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NORTE URGENTE NOTÍCIAS 24H Seja bem vindos ao nosso site
Norte Urgente.
Norte Urgente.