Fusca pode renascer com versão elétrica, mas não pela Volkswagen

267
Norte Urgente: Informação, na velocidade da notícia.

Empresas chinesas gostam de fazer releituras de produtos lançados no ocidente e isso tem feito muito sucesso

As empresas chinesas gostam de fazer releituras de produtos lançados no ocidente e isso tem feito muito sucesso, principalmente quando pensamos em eletrônicos.

O setor automotivo parece querer seguir essa tendência e uma das montadoras mais famosas do país asiático, a Great Wall, gerou uma certa polêmica ao revelar um protótipo de carro elétrico que se parece muito com o Fusca, clássico compacto da Volkswagen que dominou o mercado por décadas.

Chamado de Ballet Cat, o automóvel será mostrado com mais detalhes no Salão do Automóvel de Chengdu, que acontece no próximo dia 29 de agosto. Ao observar as imagens, percebe-se que ele traz linhas muito parecidas com o Fusca, isso sem contar a parte interna, equipada com volante e acabamento semelhantes ao modelo alemão. O diferencial, além de todo o pacote de equipamentos, que deve ser robusto, é a motorização elétrica, já confirmada pela Great Wall.

Se chegar ao mercado, porém, o “Fusca elétrico” chinês deve enfrentar problemas de ordem jurídica. Isso porque a Volkswagen já considera investigar se há plágio no desenvolvimento do projeto desde a aparição de um outro clone de Fusca, o Punk Cat, revelado pela Great Wall em abril no Salão do Automóvel de Xangai, e que tem aparência mais semelhante ao Fusca moderno, que teve sua produção encerrada em 2019, na Alemanha.

As especificações técnicas e o modelo que será, de fato, lançado ao mercado pela Ora, submarca da Great Wall, devem ser revelados durante o Salão de Chengdu, que começa no próximo dia 29 de agosto e vai até 7 de setembro. (Canaltech)

Fonte: Diário da Amazônia




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Don`t copy text!