Jornalista grego é demitido após dizer que mesatenista coreano tem ‘olhos puxados demais’ para enxergar a bola

98
Norte Urgente: Informação, na velocidade da notícia.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Jornalista foi repreendido por telespectadores que usaram o Twitter para reclamar do espaço que ele recebia na TV e foram ouvidos pela emissora que repudiou o caso

Um jornalista da rede ERT, da Grécia, foi demitido após fazer um comentário xenofóbico contra o mesatenista Jeoung Young-sik, da Coréia do Sul, enquanto comentava um duelo do atleta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A xenofobia acontece quando alguém mostra desconfiança em relações a pessoas de fora de seu país de origem por razões de cultura, hábito, raça ou religião. E foi justamente isso que aconteceu, após Dimosthenis Karmiris afirmar que o atleta não teria condições de jogar tênis de mesa por ter os olhos ‘puxados de mais’ para enxergar a bolinha.

– Coreanos não jogam tênis de mesa. Os olhos deles são estreitos, então não consigo entender como eles podem ver a bola se movendo para lá e para cá – afirmou.

O jornalista foi repreendido por telespectadores que usaram o Twitter para reclamar do espaço que ele recebia na TV. Em nota oficial, a ERT repudiou o comentário de seu agora ex-comentarista.

– Comentários racistas não têm lugar na televisão pública. A colaboração entre a ERT e Dimosthenis Karmiris foi encerrada hoje, imediatamente após o programa matinal – afirmou.

Ao contrario da fala preconceituosa, o que se vê no tênis de mesa é um domínio dos asiáticos. Jeoung Young-sik acabou derrotado nas quartas de final para o chinês Fan Zhendong. O brasileiro Hugo Calderano fez a melhor campanha da história do país, mas assim como Jeoung, caiu nas quartas de final.

Fonte: istoe.com.br




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Don`t copy text!